11.19.2006

Juro que vi!

Passarinhar é uma arte nobre. Obra de cavalheiros, honra e dignidade acima de tudo. Acontece que a maitaca é bicho comum, pros meus olhos já mateiros o bater de asas característico, abaixo da linha do corpo, é suficiente pra identificar. Naquela manhã de domingo, no início da trilha, a névoa baixa comprometia a visibilidade nas franjas da serra de Paranapiacaba, mas seu canto não deixava dúvidas. 3 indivíduos, vôo curto, de uma árvore a outra.
Normalmente ao seguir uma ave voando pelo meio das copas de árvores exige capacidade de interpolação, olhar trava no alvo, a cabeça segue o movimento mesmo por detrás da copas, Mesmo sem ver, continue a olhar!
Não! Não! Algo errado! Asas longas, vôo enérgico. Enorme! Isso não é maitaca. Os olhos se perderam, movimentos cruzados, à direita, adiante. A ave majestosa pousou na árove seca ao longe.
Caralho! É linda!
Processamento a milhão, identificar, identificar!
Corpo esguio, porte de gavião grande, penacho longo na cabeça! Não é possível, é linda! linda!
Entreolhares, é isso mesmo? Vc. viu? Confima? aparentemente não havia dúvidas. A situação estava sob controle. Naquela manhã na trilha mestra éramos oito pessoas, entre mestres e aprendizes a admirar o mais belo rapinante da mata atlântica, Spizaetus ornatus, ou gavião de penacho.

Passarinhar é arte nobre.

2 comentários:

Anônimo disse...

Desloquei meu corpo para SERRA de PARANAPIACABA,um teletransporte eu diria, que só o PASSARINHAR me permite nestes tempos sem tempos de artista independente(dependente de instituições pouco nobres ao meu ver)
Vi os corpos descendo a serra,o joelhos semi flexicionados deichando livre a cervical para o movimento rapido e silêncioso da cabeça avistar e focar,quando um mato enroscando nas coxas e a melhor saida éra oum giro no guadril ao contrario da perna que ia avante ,senti o cheiro da névoa baixa entrando pelas narinas.
Com certeza Guto PASSARINHAR É ARTE NOBRE.
Boa tarde.
Ontem domingo não pude passarinhar como de costume fiquei na estrada voltando para Campinas esperando o passar de uma tromba d água.

Octavio Campos Salles disse...

Eu acredito! E deve ter sido lindo mesmo.

abs